MyRestaurant

Idioma

Mineirão | Restaurantes

Mineirão

Total votes: 1
2 2

Tipo de cozinha

Brasileira

Tipologia

Urbano
Fluvial
Centro histórico

Preço médio

Almoço: 
15€
Jantar: 
20€

Lotação

120
Contactos
(+351) 223 743 930
(+351) 933 344 711

Contactar este restaurante

Morada

Avenida Ramos Pinto - Empreendimento Cais de Gaia - Loja nº 630, Vila Nova de Gaia, 4400-161

Horário

Aberto Todos os Dias com Animação e Música ao Vivo

Reserva Online

Mineirão

Data/Hora *
Exemplo: 16/08/2017
Exemplo: 20:30

Separadores Verticais

Oferta
Mini-Rodízio a 10€

No MyRestaurant Mineirão, todos os dias há mini rodízio a 10€.

Imperdível.

Em pleno Cais de Gaia, e com uma paisagem ímpar sobre o Rio Douro e a Cidade do Porto, o Restaurante Mineirão é um espaço que não pode perder.

A Cozinha Tradicional Brasileira está aqui representada no seu melhor, com especial destaque para os famosos Rodízios e a Feijoada à Brasileira, bem como para a Moqueca de Camarão, que adquirem aqui aquele típico sabor baiano. 

E como não bastasse, estas especialidades são acompanhadas de um ambiente alegre, com permanente presença musical ao vivo, e servidas por uma excelente equipa de profissionais que nos reporta para uma envolvente única e característica do Brasil.

A esplanada, virada para o Rio Douro, é convidativa, e por isso excelente para uma refeição calma e plena de sabor, ideal para casais ou grupos que se queiram divertir e viver momentos únicos.

Inicie sessão ou registe-se para publicar comentários
Retrato de Paulo Garcia
Paulo Garcia
O Rodizio tem 15 carnes diferentes, é muito bom, mas............tens que ser um bom garfo. Ambiente fantástico, alegre e divertido.
Retrato de AlfredoCorreia
AlfredoCorreia
Aconselho Vivamente pois sou cliente da casa . Ass: Chef. Alfredo Correia

Entradas

  • Couvert - pão de queijo, codorniz, pão de alho, azeitonas, entre outros.
  • Sopa
  • Salada Mista - Tomate, alface, cebola e palmito.
  • Salada Palmito
  • Salada Tropical - Frutas variadas, goiabada e queijo.
  • Camarão com alho - Miolo de camarão com molho de manteiga e alho.

Especialidade Carnes

  • Especialidade da Casa - Rodízio Brasileiro Non Stop à Mineirão (15 variedades de carne)
  • "Espetada Mista à Mineirão" - Frango, linguiça, bife de picanha, "Fillet Mignon" com Queijo e Bacon, Gambas e Costela de Porco.
  • Rodízio de Picanha Laminada - tudo o que conseguir comer, bife de picanha cozinhado em espeto e cortado em fatias finas e envolto azeite.
  • "Feijão Tropeiro com costeleta de porco" - Costeleta de Porco guarnecida com feijão Encarnado, Farofa e Bacon.
  • "Picanha Gaúcha" - Bifes de Picanha grelhados.
  • "Espetada Terra e Mar com Picanha e Gambas" -  Bifes de Picanha grelhados com Gambas.
  • Pratos de carne acompanhados com arroz, batatas fritas, feijão preto, farofa, couve mineira e banana frita.

Especialidade Peixes

  • "Moqueca de Peixe / Camarão / Bacalhau" - Peixe preparado com molho típico da “Bahia” à base de Tomate, Pimentão, Azeite e Leite de Coco.
  • "Moqueca mista de Camarão, Peixe e Lavagante" - Misto de Camarão, Peixe e Lavagante preparado com molho típico da “Bahia” à base de tomate, Pimentão, Azeite e Leite de Coco.
  • "Bóbó de Camarão" - Mandioca cozida com camarão.
  • "Espetadão de Gambas com Lulas" - Gambas com Lulas Grelhadas acompanhado por Salada Tropical e Batata Palha.
  • "Camarão Paulista" - Camarão descascado com molho especial, Salada Mista e Batata Palha.

Videos

Fotos

Aqui perto

Vila Nova de Gaia
Ponto de Interesse
Cave Real Companhia Velha
Rua de Azevedo Magalhães, 314
4430-022 Vila Nova de Gaia
Portugal

Em 1756 foi instituída a Companhia Geral da Agricultura das Vinhas do Alto-Douro, também denominada Real Companhia Velha, com a missão de sustentar a cultura das vinhas e conservar a sua produção na sua pureza natural. No ano de 2006 a Real Companhia Velha celebrou 250 anos de existência e de actividade ininterrupta ao serviço do Vinho do Porto. As caves têm à disposição os seguintes serviços: - Realização de Portos de Honra - Apresentação de produtos - Almoços para grupos - Jantares na Sala de Eventos - Actividades para empresas - Visitas privadas

Vila Nova de Gaia
Ponto de Interesse
Caves Ramos Pinto
Avenida de Ramos Pinto, 380
4400-266 Vila Nova de Gaia
Portugal

Fundada por Adriano Ramos Pinto em 1880, implantou-se, no início do séc. XX, no mercado brasileiro e rapidamente se tornou responsável por metade do vinho exportado para a América do Sul. Na área museológica é possível admirar uma colecção única de objectos de arte, mediante marcação prévia no centro de visitas. Existe ainda à disposição, também mediante marcação prévia, um arquivo histórico com um precioso acervo documental sobre a produção e exportação de vinhos desde as últimas décadas do século XIX.

V. Nova de Gaia
Ponto de Interesse
Caves Sandeman
Largo Miguel Bombarda 3
4400-222 V. Nova de Gaia
Portugal

A empresa foi criada por George Sandeman em 1790. A sua imagem de marca o Don, foi inspirada nos toureiros espanhóis e na capa preta dos estudantes universitários portugueses. A história desta marca é rica em sucessos e fusões, de modo a expândi-la por todo o mundo. Horário:

Horário de Sexta-feira 10:00–12:30, 14:00–18:00

V. Nova de Gaia
Ponto de Interesse
Caves A.A. Calém
Avenida Diogo Leite
4400-111 V. Nova de Gaia
Portugal

 Fundada em 1859, por António Alves Cálem, a Porto Cálem manteve-se na mesma família durante quatro gerações, passando a fazer parte, em 1998, da Sogevinus SGPS, S.A. A visita à Cálem tem início no museu e estende-se pelas caves onde, num balseiro multimédia, é dada ao visitante uma perspectiva sobre a Região Demarcada do Douro, a Região Demarcada mais antiga do mundo, e sobre todo o processo de produção do Vinho do Porto - desde a colheita, até ao seu engarrafamento e envelhecimento. A visita termina com a degustação de dois tipos de Vinhos do Porto e a oportunidade de percorrer a loja com a melhor selecção dos Vinhos do Porto Cálem.    Horário: Mai-Out Todos os dias 10:00-19:00 Nov-Abr Todos os dias 10:00-18:00

Porto
Ponto de Interesse
Cais da Ribeira - Porto
Cais da Ribeira
4050 510 Porto
Portugal

Situada bem no centro histórico do Porto, a Praça da Ribeira, junto ao Cais com o mesmo nome, é das praças mais antigas da cidade, já mencionada em cartas régias em 1389, embora com uma traça diferente da de hoje em dia.
Foi nesta zona da Ribeira e na sua ligação comercial com o Rio Douro que a cidade começou o seu franco desenvolvimento e se voltou para o rio.
Daqui se tinha acesso à famigerada Ponte das Barcas, onde em 1809 mais de 4 mil pessoas morreram, aquando uma investida das tropas francesas. Hoje, um baixo-relevo em bronze atesta este momento.

No Cais é possível observar-se a existência de uma porta denominada de Postigo do Carvão. Das portas ou postigos da Muralha Fernandina construída no século XIV, este é o único que se manteve até aos nossos dias.
As ruas estreitas e sinuosas, com vista para Gaia, as arcadas sombrias, casas típicas com fachadas coloridas de outros tempos, a sua arquitectura urbano-ribeirinha, rodeada de cafés e lojas fazem desta uma das principais zonas turísticas da cidade.
Animação diurna e nocturna, e um cosmopolita movimento conferem ao Cais da Ribeira e a toda a zona envolvente um ambiente único de história, tradição, animação e beleza.

Porto/Gaia
Ponto de Interesse
Ponte D. Luís I - Rio Douro
Ponte D. Luis
4800 018 Porto/Gaia
Portugal

A Ponte Luís I, popularmente também chamada Ponte D. Luís, é uma ponte em estrutura metálica com dois tabuleiros, construída entre os anos 1881 e 1888, ligando as cidades do Porto e Vila Nova de Gaia (margem norte e sul, respectivamente) separadas pelo rio Douro, em Portugal.
Esta construção veio substituir a antiga ponte pênsil que existia no mesmo local e foi realizada mediante o projecto do engenheiro belga Teófilo Seyrig, também autor da ponte Maria Pia, ferroviária.
A ponte foi inaugurada em 1886 (tabuleiro superior) e 1888 (tabuleiro inferior e entrada em total funcionamento.

O Nome e a Lenda

A afirmação de que devido à ausência do rei D. Luís I na inauguração, decidiu a população do Porto, em resposta ao acto desrespeitoso, retirar o "Dom" do respectivo nome parecem não corresponder à realidade, sendo assim uma lenda.
A atestar tal facto, refira-se que nas notícias nos jornais durante o período da sua construção a ponte era designada por "Ponte Luiz I"; também outras importantes construções da mesma época com os nomes de membros da família real não tinham os títulos nos seus nomes, caso da ponte ferroviária Maria Pia (e não Dona Maria Pia), dedicada à rainha, e do velódromo Maria Amélia (e não Dona Amélia), dedicado à futura rainha consorte do rei D. Carlos; acrescente-se ainda que apesar de o nome oficial da ponte ser "Luiz I", conforme atestam as incrições nas placas dos pegões-encontro sobre as entradas do tabuleiro inferior, a população do Porto sempre a chamou de "Ponte D. Luís", salvaguardando o título do rei com quem a cidade tinha grande proximidade.

História

Ponte Luís I: placa de mármore com inscrição.
Na segunda metade do século XIX, o comércio progredia na cidade do Porto. As fábricas espalhavam-se por todo o bairro oriental da cidade, dito brasileiro. O tráfego para Gaia e Lisboa crescia a olhos vistos, e a bela Ponte Pênsil não chegava para uma circulação eficaz.
Por proposta de lei de 11 de Fevereiro de 1879, o Governo determinou a abertura de concurso para a "construção de uma ponte metálica sobre o rio Douro, no local que se julgar mais conveniente em frente da cidade do Porto, para a substituição da actual ponte pênsil", após o governo não ter aceite um projecto da firma G. Eiffel et Cie. que só contemplava um tabuleiro ao nível da ribeira, com sector levadiço na parte central. Um projecto que mereceu um Grande Prémio na Exposição Universal de Paris de 1878, mas não servia para uma eficaz ligação entre os núcleos urbanos do Porto e Gaia. Por isso aquele concurso impôs como premissa necessária à concepção de uma ponte de dois tabuleiros. Apresentaram-se numerosos concorrentes: Société de Braine Leconte,Société des Batignolles (duas soluções), G. Eiffel et Cie., Auguste LeCoq. Andrew Handyside, Société de Willebroek(duas soluções) e John Wixon. Foi vencedora a proposta da empresa belga Société de Willebroeck, com projecto do engenheiro Teófilo Seyrig, que já tinha sido o autor da concepção e chefe da equipa de projecto da Ponte D. Maria Pia. Teófilo Seyrig, enquanto sócio de Gustave Eiffel, assina como único responsável a nova e grandiosa Ponte Luís I. A construção inicia-se em 1881 e a inauguração acontece a 31 de Outubro de 1886.
A estrutura da nova ponte, verdadeira filigrana de ferro, que passou a ser, juntamente com a Torre dos Clérigos, o ex libris por excelência do Porto, pesava no seu conjunto 3.045 toneladas. A ponte ficou iluminada por meio de artísticos candeeiros de gás, 24 no tabuleiro superior, 8 no inferior e 8 nos encontros.
Actualmente o seu tabuleiro superior serve a Linha D do Metro do Porto e o tabuleiro inferior para peões e veículos automóveis.

Cronologia

Detalhe da treliça da ponte.

A ponte Luís I e sua iluminação nocturna.
1879, 11 de fevereiro - é determinada pelo governo a construção de uma ponte sobre o Douro
1880, novembro - apresentação a concurso dos projectos de construção
1881, janeiro - deliberação que escolheu um projecto da sociedade belga Société Willebreck de Bruxelas
1881, 21 de novembro - adjudicação da obra à empresa belga Société de Willebroeck
1881 - início da construção
1886, 26 de maio - efectuados testes de resistência à ponte
1886, 30 de outubro - conclusão dos trabalhos do tabuleiro superior
1886, 31 de outubro - inauguração do tabuleiro superior
1886, 1 de novembro - entra em vigor o sistema de portagens a favor da empresa adjudicatária
1888, 31 de outubro - inauguração do tabuleiro inferior, e conclusão das obras
1905 - colocação de carris dos eléctricos
1944, 1 de janeiro - extinção do sistema de portagens
1954 - obras de reparação e remoção dos elétricos com projecto do engenheiro Edgar Cardoso
2003, 27 de Junho - encerramento ao trânsito do tabuleiro superior, para adaptação da estrutura ao metro
2005, 18 de setembro - inauguração da linha de metro e da passagem de peões no tabuleiro superior

Características

Comprimento: total 385,25 m
Peso: 3 045 toneladas
Arco: mede 172 m de corda e 45 m de flecha.

  • Menu Executivo Disponível ao Almoço
  • Menu Executivo Disponível ao Almoço
  • Menu Executivo Disponível ao Almoço
  • Menu Executivo Disponível ao Almoço
  • Menu Executivo Disponível ao Almoço

Serviços

Comodidades

Atenção


Neste momento só disponibilizamos restaurantes para a região Norte, para Lisboa, Faro e Coimbra. Brevemente teremos maior cobertura do território nacional.


Regista-te e acompanha as novidades do MyRestaurant!