MyRestaurant

Idioma

La Castañuela | Restaurantes

La Castañuela

Nenhum resultado encontrado.

Norte
Total votes: 1
1 1

Tipo de cozinha

Contemporânea
Internacional
Tradicional Portuguesa

Tipologia

Urbano

Preço médio

Almoço: 
6€
Jantar: 
18€

Lotação

200

Especialidades

Contactos
(+351) 965 536 675

Contactar este restaurante

Morada

Av. Dr. Francisco Pires Gonçalves, n.40, Braga, 4715-558

Web

Horário

Almoço: 12h às 15h00 III Jantar: Quarta-feira a Sábado: 19h00 às 23h00 III Fechado: Ao jantar de Domingo, Segunda e Terça-feira

Reserva Online

La Castañuela

Data/Hora *
Exemplo: 28/06/2017
Exemplo: 12:00

Separadores Verticais

Desconto
Menu Buffet almoço à semana 6€

Venha almoçar no La Castañuela! Apresentamos um Menu Buffet muito saboroso! (ver imagem)

Oferta
Menu Grupos desde 15€

O La Castañuela oferece os melhores serviços para um jantar de grupo memorável! (Veja os Menus na imagem ao lado).

O La Castanuela é um restaurante em Braga, nas imediações do Parque da Ponte e do Parque de Exposições de Braga.

O La Castanuela oferece-lhe um serviço de excelência num espaço requintado, onde pode degustar pratos fenomenais da cozinha mediterrânica/atlântica, por exemplo, um arroz caldoso de gambas com degustação de peixes.

A nossa cozinha está muito bem entregue e por isso prometemos que sairá em perfeita alegria pelo delicioso momento que lhe proporcionamos no nosso restaurante!

O La Castanuela traz-lhe os melhores sabores à sua boca e decerto vai querer repetir vezes sem conta!

Estamos à sua espera!

Inicie sessão ou registe-se para publicar comentários
Retrato de Catarina Coimbra
Catarina Coimbra
O arroz caldoso de gambas é qualquer coisa de divinal. Vale muito a pena! O espaço é bastante acolhedor e confortável.

Videos

Fotos

Aqui perto

Braga
Ponto de Interesse
Estádio 1º de Maio - Braga
Parque São João da Ponte
São José de São Lázaro
4715 049 Braga
Portugal

Quando nos princípios do século XX, principiou a correr mundo a euforia do novo desporto, o futebol, Braga não podia furtar-se ao entusiasmo que depressa tomou conta dos desportistas bracarenses e hoje se transformou num verdadeiro desporto-rei. Por razões várias e porque principiaram a surgir aqui e além grupos destinados, foram então surgindo recintos onde se praticava o futebol.

Assim vimos surgir campos improvisados nos peões e na rua do Raio. Decorridos alguns anos, e porque se tornava necessário fundar um clube que honrasse a cidade, surge o Sporting Clube de Braga, que aproveita o campo na Quinta Mitra, propriedade do Estado que a Sociedade de Melhoramentos de Braga tomou para arrendamento e onde se fez um pequeno campo para a prática do futebol.

Mas os sucessos do clube logo obrigaram a pensar-se em construir um campo novo, do clube e da cidade. Lançada a ideia logo se principiou por interessar não só as forças vivas da cidade, como o próprio Estado que através de Fundos como o do Desemprego, desbloqueou as verbas necessárias para o empreendimento. Para o projecto, que a principio era mais modesto do que afinal veio a resultar, foi escolhido o arquitecto Engenheiro Travassos Valdez, que concebeu um estádio que ombreasse com o Estádio Nacional, no Jamor, e como este construído em pedra. São estes os dois únicos estádios de Portugal em pedra.

Decorrido o ano de 1946, e querendo não só a Câmara de Braga como o próprio Estado assinalar em Braga o 20º aniversário da revolução do 28 de Maio, resolveram aproveitar a data para inaugurar oficialmente o estádio, pois que já se tinha acordado em que Braga iria ter um magnífico campo desportivo. Assim uma velha escavadora, abriu um cabouco, e foi nele depositado a primeira pedra.

Mas para a inauguração de facto ainda teve de se esperar 4 anos. Decorreu esse evento no dia 28 de Maio de 1950, Salazar e Óscar Carmona, assistidos pelo Ministro da Marinha e das Obras Públicas, deram como inaugurado o Estádio Municipal que então se passou a denominar 28 de Maio e a partir de 1974, de 1º de Maio. Para essa inauguração foram convidados os grupos desportivos da região e organizou-se uma grande parada desportiva. Para complemento realizaram-se dois jogos de futebol onde se disputaram duas taças, uma entre o F.C. Porto e o Sporting Clube de Braga, que empataram, e Benfica - Sporting Clube de Portugal, o qual foi vencido pelo Benfica.Nesse dia um mar de gente, inundou logo pela manhã a cidade e para sempre ficou o dia assinalado como um dos maiores dias de Braga.

Braga
Ponto de Interesse
Parque de S. João da Ponte
Parque de S. João da Ponte
S. José de S. Lázaro
Braga
Portugal

Horário da Receção:
» Época alta: das 08:00 às 23:00
» Época baixa: das 09:00 às 19:00

Acessos: Estrada Nacional 101 ao km1
Altitude (m): 190
Área (m2): 20000
Classificação: 1 estrela
Lotação: 200
Período de funcionamento: Todo o ano

O Parque da Ponte, ou Parque de São João da Ponte, é um parque urbano da cidade de Braga, Portugal. O parque, localizado no fim da Avenida da Liberdade, está dividido em quatro partes, a parte exterior (a norte), a parte interior, o Complexo Desportivo da Ponte (a Este) e o Parque de Campismo da Ponte (a Sul). O parque é limitado a Norte pelo Rio Este e a Avenida Dr Francisco Pires Gonçalves, a Este e Sul pelo Monte do Picoto e a Avenida do Estádio, a Oeste pelo Parque de Exposições de Braga e Rio Este.

Parte Exterior

A parte exterior do parque, a mais antiga, cresceu em torno da Capela de São João. É um espaço arborizado com alguns jardins e lagos, possui um coreto, um parque Infantil, um auditório ao ar livre e um monumento evocativo ao 25 de Abril, que celebra a liberdade e democracia.
Todo este espaço está associado às festividades do São João, espaço esse, onde tradicionalmente se realiza o arraial de São João.
Em tempos, quando a água do Rio Este era límpida, as mulheres de Braga lavavam as roupas na margem do rio, onde posteriormente estendiam-nas na encosta do monte do picoto.

Parte Interior

A parte interior é uma prolongação da parte exterior, no entanto encontra-se dividida da parte exterior por um gradeamento proveniente do antigo Jardim Público que existiu na Avenida Central. Esta parte caracteriza-se por uma maior densidade em vegetação e um grande lago artificial.
A antiga estufa, situada nesta parte, foi restaurada e transformada numa videoteca e num Espaço Internet.

Braga
Ponto de Interesse
Parque de Exposições de Braga
Rua Doutor José Azevedo Ferreira
São José de São Lázaro
4700 909 Braga
Portugal

Braga Cidade de Exposições e Congressos.

Parque de Exposições de Braga no desenvolvimento da região.
Criado em 1981, o Parque de Exposições de Braga é a única estrutura da região vocacionada para a realização de feiras, exposições, congressos e outros eventos de carácter sócio-cultural, científico, recreativo e desportivo, de interesse nacional e internacional. A realização regular de feiras e exposições, em Braga, vem desde 1968, data da primeira Exposição Agrícola e Industrial do Norte, certame que se realizava pelo S. João, nos terrenos anexos ao Estádio 1º de Maio. Com o seu desenvolvimento e crescimento, a falta de um recinto permanente de feiras tornou-se uma questão essencial para o futuro da Feira Agrícola e Industrial. Assim, em 1977, a Câmara Municipal de Braga reconhecendo a importância do certame, decide adquirir os terrenos necessários para a construção de um recinto dotado das condições adequadas para a realização do certame agrícola e de outros dirigidos as diversas actividades económicas. Este importante passo, acompanhado da criação de um infra-estrutura técnica e humanas, lançou em definitivo o que é hoje o Parque de Exposições de Braga. Logo em 1981, ano da criação formal do Parque de Exposições de Braga, a Agro é admitida na União de Feiras Internacionais (UFI), adquirindo o estatuto de feira internacional, com a designação de AGRO - Feira Internacional de Agricultura, Pecuária e Alimentação. Em 1984, dá-se a adesão à EURASCO - Comité Europeu de Sociedades Agrícolas e Organizadores de Feiras. O Parque de Exposições de Braga, tornou-se assim organizador - membro de duas importantes organizações internacionais de feiras, consolidando a sua posição como um dos principais centros de exposições nacionais e ganhando um reconhecimento internacional prestigiante. Em 1987, o Parque de Exposições de Braga dá mais um importante salto qualitativo através do enriquecimento do seu património. É inaugurado o Palácio de Exposições, com uma área bruta de exposição de ordem dos 6.500 m2. O ano de 1990, é outro marco histórico na vida do Parque de Exposições de Braga. Fecha-se o ciclo das grandes obras, com a inauguração do centro de Congressos, que inclui o Grande Auditório, sala de imprensa e várias salas de apoio. Estas infra-estruturas vieram possibilitar a abertura de uma importante área de actividade no Parque de Exposições: os congressos. O complexo de Exposições abrange uma área total de 45.000 m2, sendo 13.050 m2 de área exposicional coberta distribuída pelo Palácio de Exposições/Pavilhão 1, Módulos Exteriores, Pavilhões de Rua, e os restantes 31.950 m2 de área exposicional descoberta. Como estrutura complementar deste complexo, o PEB dispõe de um Centro de Congressos integrado por um Grande Auditório com capacidade para 1204 lugares sentados, 6 cabines de tradução simultânea, serviços de apoio com bar, restaurante e sala de imprensa, e por diversas salas com capacidade de 60 a 120 lugares sentados. A cidade de Braga beneficia assim de um conjunto de argumentos que lhe permite aspirar a desempenhar um papel de relevo no desenvolvimento do turismo de negócios, de que o Parque de Exposições de Braga será um importante instrumento. Boas acessibilidades, boa capacidade hoteleira, rede diversificada de serviços de logística, apoio e lazer e um complemento de oferta de produtos turísticos bastante atractivos fazem com que o Parque de Exposições de Braga desfrute de uma posição privilegiada no diálogo com Espanha, e em particular com a vizinha Galiza.

Serviços

Comodidades

Atenção


Neste momento só disponibilizamos restaurantes para a região Norte, para Lisboa, Faro e Coimbra. Brevemente teremos maior cobertura do território nacional.


Regista-te e acompanha as novidades do MyRestaurant!